:: PRENSA RODEIRO::

Eixamento
Deseixamento

:: PRENSA AUTOMÁTICA PARA EIXAMENTO E DESEIXAMENTO DE RODEIROS FERROVIÁRIOS ::


A prensa é composta por dois cabeçotes interligados por duas haste de tração nos quais estão fixado dois cilindros hidráulicos com capacidade para 400 tons cada um e com curso de 800mm. Na parte central das haste temos dois discos batentes de sustentação do castelo móvel utilizado para deseixamento. Entre os dois cabeçotes temos um carro móvel que suporta o rodeiro e translada no sentido dos dois cilindros de força para eixamento das duas rodas, assim como um centralizador que coloca o rodeiro centrado ao carro móvel , tendo como referencia a mediana do eixo e o laser para controle da penetração do eixo nas rodas sem necessidade de marcação prévia da mediana do eixo.


DESCRIÇÕES DAS OPERAÇÕES DE EIXAMENTO E DESEIXAMENTO

EIXAMENTO

1- As rodas são colocadas nas mangas do eixo que contem buchas de nylon

2- O rodeiro é posicionado sobre o carro móvel que se encontra no centro da prensa

3- Entre com os dados das rodas e do eixo e pressione o botão de start-up ,o centralizador pressiona o eixo nas duas extremidades e o coloca centrado sobre o carro móvel

4- Um cilindro hidráulico no carro móvel prende o eixo ao o carro móvel

5- O cilindro hidráulico de força (1) avança pressionando o eixo e deslocando-o junto com o carro móvel até que a primeira roda encoste na ferradura do cabeçote, dando inicio a penetração do eixo no furo da primeira roda (eixamento da primeira roda) e sendo monitorado constantemente pelo sensor LASER a distancia do centro do eixo até a face interna da roda , e quando atingido o valor pré-setado (metade da distancia entre as faces interna das rodas) o processo de eixamento é interrompido, estando a primeira roda eixada em sua posição .O gráfico computadorizado foi gravado mostrando a curva de evolução da prensagem versos deslocamento. (tons x mm}

6- O cilindro hidráuco de força (1) é recolhido e simultaneamente o cilindro hidráulico de força (2) do outro lado inicia o avanço , pressionando o eixo e deslocando-o junto com o carro móvel até que a segunda roda encoste na ferradura do cabeçote,dando inicio a penetração do eixo no furo da segunda roda (eixamento da segunda roda) e sendo monitorado constantemente pelo sensor LASER a distancia do centro do eixo até a face interna da roda , e quando atingido o valor pré-setado (metade da distancia entre as faces interna das rodas) o processo de eixamento é interrompido, estando a segunda roda eixada em sua posição.
O gráfico computadorizado foi gravado mostrando a curva de evolução da prensagem versos deslocamento.
(tons x mm)

7- Sob o carro móvel os trilhos articulados são elevados através de um cilindro hidráulico suspendendo o rodeiro eixado até tira-lo do carro móvel , fazendo com que o mesmo se desloque girando sobre o trilho inclinado para traz da prensa no pátio de estocagem.


DESEIXAMENTO

1- O carro móvel e afastado da prensa transladando sobre os trilhos de acesso.

2- O suporte de apoio dos cubos das rosas para eixamento é retirado do cabeçote
esquerdo

3- O castelo que é articulado em uma das hastes inferior é elevado através de um
cilindro hidráulico posicionado-o entre as duas hastes aonde é fixado.

4- O rodeiro é posicionado sobre o castelo e sustentado pela ponte ou talha

5- No painel de controle entre em operação manual

6- Pressione e mantenha o botão avançar prensa lado E até o eixo sair da roda e
recue o cilindro hidráulico

7- Pressione e mantenha o botão avançar prensa lado D até o eixo sair da roda e
recue o cilindro hidráulico

8- Eleve o rodeiro com a ponte rolante ou talha com as rodas apoiadas nas
mangas do eixo sobre as buchas de nylon até o pátio de estocagem